top of page
  • Foto do escritorLaura Albernaz

Como Começar a Terapia

Embora a preocupação com a saúde mental e a procura pela psicoterapia sejam cada vez mais comuns e menos cercadas de estigmas negativos, percebo que diversas pessoas chegam para a primeira sessão com muitas dúvidas sobre como o processo de análise funciona, sem saber ao certo como começar e como agir durante a terapia. Reuni aqui algumas informações básicas que podem te ajudar a entender melhor o processo.


Em primeiro lugar, é importante saber que a psicoterapia é um tratamento conduzido por um profissional que estuda e se prepara para abordar diversos tipos de questões que dizem respeito à nossa vida psíquica como angústias, tristezas persistentes, conflitos internos, dificuldades nas relações sociais, depressão, ansiedade, dependências, entre muitas outras. A psicoterapia é diferente de uma conversa entre amigos porque não se trata de uma relação entre duas pessoas, cada uma falando a partir de seu ponto de vista. Na terapia o papel do psicoterapeuta é te escutar. A terapia, portanto, acontece por meio das palavras. É através do que o paciente fala que o terapeuta poderá conhecer mais sobre ele, ter mais elementos para compreender o que o aflige e ajudá-lo. Por isso é importante que você compartilhe pensamentos, impressões, sonhos, sentimentos, desejos, fantasias, sua história... em suma, tudo aquilo que te faz ser quem você é.

Existem diferentes abordagens teóricas que orientam o trabalho do psicoterapeuta na escuta clínica. A abordagem teórica que eu utilizo em meu trabalho é a psicanálise. Isso quer dizer que ao te escutar, vou procurar localizar no seu discurso aspectos inconscientes que estejam relacionados ao seu sofrimento. Para isso é fundamental que você possa se expressar livremente, sem se preocupar com julgamentos, ou se você está falando de coisas pequenas ou pouco importantes. Ao se expressar dessa forma, você mesmo irá se surpreender e descobrir coisas novas sobre si mesmo.  Algumas perguntas que nos guiam no processo de uma psicanálise são:  o que o seu sofrimento comunica sobre você, como ele surgiu, em que momentos aparece com mais intensidade, aonde dói, diante de quê e de quem, como tudo isso te afeta? 

Iniciar uma análise significa se abrir e se interrogar sobre quem você é, por que repete certos padrões de comportamento, por que sofre, se angustia, onde está o seu desejo e como viver mais de acordo com ele. Para isso, é preciso estar disposto a assumir o protagonismo de sua própria vida. É algo desafiador, mas também muito recompensador!

Se ainda não tem certeza se a psicanálise é para você, é possível experimentar. Algumas vezes é somente depois de experimentar que iremos descobrir!




Comments


bottom of page